terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Campismo nos tempos modernos

Acredito que o campismo que vemos hoje tem o escotismo (ou escoteirismo) como percussor. Foi a partir dele que a idéia de montar sua própria “morada” ganhou forças como meio de proteção durante as investidas nas “veias” da natureza, muitas vezes inexplorada.
Para mim, o legal de acampar é justamente você se virar sozinho, montar seu cantinho, fornecer conforto e proteção a seus convidados, fazer sua comida e prover-se de outros pormenores a partir de seu manejo. Por isso, mais uma forte ligação com o Escotismo, e todas as habilidades que ele provê, nunca fui um escoteiro, mas sei que cada um aprende a se virar sozinho muito bem...
Tirando as necessidades militares e o escoteirismo, esta história de armar a barraca por lazer e turismo é relativamente recente, em especial no Brasil onde tudo sempre chegou depois, assim como os primeiros fabricantes de Barraca e Trailers. Houveram os tempos que o campismo esteve em alta, no auge do CCB (Camping Clube Brasil), em paralelo a aparição generosa dos trailers e os mais recentes Motor Homes, tudo muito lindo, tudo muito fantástico... Mas, talvez devido a estabilização da moeda, parece que tudo isso deixou de ser vantajoso e interessante... o fácil acesso ao crédito parece que fez tornar mais popular as viagens de avião, os pacotes turísticos parcelados e os cruzeiros até internacionais no cartão de crédito, e parece que o campismo virou coisa de quem tava com o “bolso pelado”, mas parece que isso tem mudado mais recentemente, entretanto agora o campismo parece ter um aliado de peso nos tempos mais modernos... a tecnologia!
Quem costuma largar o conforto e a mordomia de seu lar para acampar, seja no mato ou num camping estruturado, tem muitos aliados que auxiliam na “pré-viagem” e até em meio a labuta no acampamento... Quem nunca usou o Google Earth pra conhecer as redondezas do destino, os serviços de mapas “on-line” para verificar o endereço e as rotas, sites de internet para pesquisa dos locais, interação com equipamentos e marcas, dicas e até mesmo convidar a galera... Sem deixar de lado os sites de relacionamento que detêm muitas comunidades a respeito do campismo e são ponto de troca de valiosas informações... sem falar que no “pós-viagem” a tecnologia ainda ajuda no compartilhamento das fotos nos “Picasas” da vida...
Que mapa que nada... bússula ? Ah quem diga que a “agulhinha” seja coisa dos noltálgicos, pois o GPS que além de ajudar nas estradas já possui versões Off-Road ajudando até nas trilhas com mapas interativos, sem contar os de coordenadas...
Pois é... em pensar que havia um tempo em que barraca boa era aquela de mais de 30 kilos, e que ferro galvanizado era coisa de primeira... nem se imaginava em “Iglu”, fibra de vidro flexível e até de carbono... Pois é, os tempos mudaram, mas que bom que a vontade estar próximo da natureza, com sua casa nas costas ainda não deixou de existir, mesmo com a “modernidade”.
E você amigo leitor... o que você também considera ter mudado nestes tempos ?
Opine nos comentários...

Um comentário:

Noeli e José H. disse...

Parabéns pelo logo rapá! Ficou jóia!
E viva a tecnologia!